Uma questão de confiança (2016) pertence à categoria de OIKONOMIA mostrada no Museu do Chiado, em 2015. Desta vez, uma peça de seda com 5 metros de comprimento, dobrada em duas alturas com 2,5 metros cada, tem uma das faces virada para a rua e a outra para o interior da loja. Cai de modo ondulante, mostrando o padrão repetitivo de uma imagem encontrada na internet — um detalhe presente nos antigos certificados de aforro. De forma luxuosa, este lenço apresenta um jogo gráfico aparentemente lúdico que, na verdade, traça um panorama crítico sobre a atualidade económica dos países que servem de referência direta ao artista. Sugere, de forma sedutora, uma estratégica alternativa de emancipação pessoal, propondo um diálogo, pensamento, e a possibilidade de um futuro diferente.

Carlos Noronha Feio (Lisboa, 1981) vive e trabalha em Londres onde é candidato a doutoramento no Royal College of Art em Londres. MRes Fine Art Practice and Research da University of the Arts London, MA Fine Art da Middlesex University, Londres. Exposições em Lisboa, Londres, Colchester, Nottingham, Birmingham, Derry-Londonderry, Llandudno, Viena, Teerão, Nova Iorque, Rio de Janeiro, Eslovénia, Moscovo, São Petersburgo. O seu trabalho está presente em várias coleções privadas e institucionais.

← voltar